Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

iLab

  

O iLab Primeira Infância é um laboratório de inovação social voltado para primeira infância. Com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento e adoção de práticas inovadoras informadas pela ciência, o iLab é uma iniciativa do Núcleo Ciência pela Infância e conta com o apoio de Omidyar Network, o Instituto Natura e Instituto Sonho Grande.

O iLab faz parte do Frontier of Innovation Initative (FOI), que apresenta uma proposta metodológica estruturada e flexível para facilitar a geração e desenho de ideias, seu desenvolvimento, teste e avaliação em ciclos rápidos de iteração. O processo é baseado na ciência e é apoiado por uma comunidade de agentes de mudança, comprometidos com geração e compartilhamento de aprendizados.

Em 2015, o iLab convidou pesquisadores, gestores e profissionais do setor social, empresarial e governamental para formarem equipes multidisciplinares e cocriarem soluções, com base no conhecimento científico, para as necessidades não atendidas e desafios enfrentados por crianças na primeira infância enfrentando adversidade e suas famílias.

O iLab hoje conta com um portfólio de quatro projetos, sendo testados em ciclos de curta duração. As equipes estão no segundo ano de desenvolvimento dos seus programas, testando a implementação de pilotos e avaliando seus resultados.


Formação de Vínculo na Adversidade

Organização interveniente: IPREDE - Instituto Primeira Infância (Fortaleza, Ceará)

O Formação de Vínculo na Adversidade é um programa de mentoria desenhado para melhorar a qualidade do vínculo e afetividade entre pais jovens e seus filhos por meio da combinação entre visitas domiciliares (orientadas pelos princípios ICDP/MISC), mentoria em vídeos, e mensagens de texto personalizadas para pais e cuidadores.                                        

Este estudo piloto está implementando e avaliando o programa Formação de Vínculo com jovens pais (até 25 anos de idade) de crianças de zero a três anos, que enfrentam adversidades e vivem em ambientes urbanos estressantes no Brasil.       

                                        
Fortalecendo Laços

Organização interveniente: LAPREDES – FMRP- USP - Laboratório de Pesquisa em Prevenção de Problemas de Desenvolvimento e Comportamento da Criança da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP (Ribeirão Preto, SP)

O Fortalecendo Laços é um programa de mentoria parental em vídeo para fortalecer as interações positivas entre mães e filhos e para aumentar a consciência das mães sobre o poder das interações positivas durante situações de brincadeiras no ambiente de casa.                                        

Este estudo piloto tem o objetivo de melhorar a qualidade das interações entre mães vulneráveis e seus filhos entre 2 e 6 anos, vivendo em ambientes estressantes e violentos. A inovação inclui vídeos curtos e a metodologia de auto-observação das mães com devolutivas positivas associadas a animações, que explicam sobre interações com reciprocidade, responsividade e diretividade.       

                                         
Mosaico Facil

Organização interveniente: IFAN – Instituto da Infância (Aranaú, Ceará)

O Mosaico FACIL (Família, Afeto, Convivência, Infância, Ludicidade) é um programa de visitação domiciliar que dispõe de mentorias em técnicas de responsividade parental, aprendizado lúdico e prevenção de violência, com foco em empoderar famílias para criar um ambiente doméstico acolhedor e prevenir violência doméstica. Este estudo piloto está implementando e avaliando o Programa Mosaico FACIL com mães e cuidadores de famílias de baixa renda na região rural ao norte do Brasil.                                        

                                        
Programa BEM: Brincar Ensina a Mudar

Organização Interveniente: Tempojunto (São Paulo, SP)

O Programa BEM – Brinca ensina a Mudar – é on-line e focado no brincar. Desenhado para desenvolver capacidades parentais de interações positivas com seus filhos como suporte do desenvolvimento infantil saudável. Mães e cuidadoras recebem 17 aulas em vídeo e 72 mensagens de áudio e texto via WhatsApp a fim de demonstrar oportunidades de integrar o brincar na rotina, usando recursos disponíveis em casa. O programa foi elaborado para ser escalável e de baixo custo.                                        

Este estudo piloto está implementando e avaliando o Programa Brincar Ensina a Mudar com mães de crianças entre 12 e 23 meses de idade vivendo em favelas de São Paulo. O piloto tem o objetivo de testar o veículo de comunicação e a plataforma tecnológica do programa, assim como a receptividade do serviço pelas amostras de famílias.       

                                        
​​​​​​​​​​​​ ​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​
​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​