Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

O que é Parentalidade?

 

O conceito parentalidade vem sendo utilizado para descrever o conjunto de atividades desempenhadas pelos adultos de referência da criança no seu papel de assegurar a sua sobrevivência e o seu desenvolvimento pleno. A palavra “parentalidade” é uma derivação do termo original em inglês “parenting”.

Os adultos de referência de uma criança são aqueles que convivem com ela no dia-a-dia e estabelecem os vínculos afetivos mais próximos durante os seus primeiros anos de vida. São responsáveis por cuidar, estimular, educar, amar, impor limites, fortalecer a autonomia e preparar a criança para os desafios e oportunidades da vida presente e adulta.

​Normalmente espera-se que os pais biológicos sejam os responsáveis por facilitar o desenvolvimento de seus filhos nos níveis físico, psicológico e social,  entretanto a parentalidade pode ser desempenhada por outros adultos que sejam responsáveis pela criança.

Os adultos de referência de uma criança são aqueles que convivem com ela no dia-a-dia, interagem diretamente e estabelecem os vínculos afetivos mais próximos durante os seus primeiros anos de vida.

​​​​AS DIMENSÕES DA PARENTALIDADE​

​​​O exercício da parentalidade varia de acordo com cada cultura. Porém, pesquisas têm demonstrado que mesmo com as diferenças, há aspectos semelhantes nas relações entre o adulto referência e a criança, que expressam por meio das seguintes dimensões:

Atividades Parentais: são as atividades realizadas pelo adulto de referência relacionadas aos cuidados físicos, emocionais, sociais, a educação, a disciplina e o desenvolvimento da criança.

Áreas Funcionais: são os aspectos relacionados à saúde física, saúde mental, ao comportamento social, funcionamento cognitivo tanto do adulto de referência quanto da criança.

ASPECTOS POSITIVOS E NEGATIVOS

As políticas públicas e os profissionais que atuam diretamente com as crianças na primeira infância e suas famílias têm uma participação importante no apoio para a construção de relações parentais promotoras do desenvolvimento na primeira infância.

PRÁTICAS PARENTAIS POSITIVAS

• Expressar carinho, afetividade;

• Brincar;

• Estar atento e responder aos sinais da criança;

• Cuidar;

• Transmitir por meio de exemplos valores como honestidade, compaixão, generosidade, empatia;

• Elogiar a criança;

• Disciplina baseada no diálogo horizontal e respeitoso;
 
PRÁTICAS PARENTAIS NEGATIVAS

Maus tratos físicos ou psicológicos;

Falta de disciplina;

Controle excessivo;

Excesso de críticas;

Ausência de elogios;

Ausência de cuidado e carinho;

Negligência;

FUNDAMENTOS DA FAMÍLIA COMO PROMOTORA DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL - PARENTALIDADE EM FOCO

Fundamentos da Família  

A publicação é uma coletânea de artigos que permitem a reflexão multidisciplinar sobre a família como promotora do desenvolvimento infantil, com olhar focado nas interações entre profissionais, famílias e crianças pequenas.

Espera-se que a trocas entre as distintas áreas do conhecimento envolvidas na produção deste livro favoreça e amplie as possibilidades de atuação dos profissionais e das famílias para a promoção do desenvolvimento de crianças na primeira infância.

​​​​​​​​​​
​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​