1. Home
  2. Biblioteca
  3. Primeiro relatório sobre as paternidades negras no Brasil

Primeiro relatório sobre as paternidades negras no Brasil

Publicado em 11/08/2022

Este material está disponível gratuitamente para você ler ou fazer o download para imprimir ou compartilhar.

Download do material

A cada 23 minutos, um jovem negro é morto no Brasil. Como a exposição à violência e ao racismo estrutural impactam, então, a experiência da paternidade vivida pela população negra brasileira? Mesmo com tal complexidade, a vivência de pais negros ainda é pouco discutida e observada pelas políticas públicas. Pensando nisso, o Instituto Promundo elaborou um relatório sobre o tema, a partir de entrevistas com 270 voluntários.

A maioria deles (65%) afirmou já ter sentido alguma discriminação por parte de outras pessoas em relação ao cuidado com a criança pequena. O trabalho mostra ainda os desafios de conversar com o filho sobre questões raciais e de se conectar com outros pais negros. Por fim, o documento elabora aspectos importantes da paternidade negra e busca incentivar gestores a criar políticas públicas com esse recorte.




Este material está disponível gratuitamente para você ler ou fazer o download para imprimir ou compartilhar.

Download do material

Conteúdo Relacionado