Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Governança e Gestão

 

Nossa governança busca aprimoramento constante com base em melhores práticas, avaliações e monitoramento de resultados.

Contamos com dois Conselhos, o de Curadores e o Fiscal, e dois Comitês, o de Investimentos e o de Comunicação. Ambos os Conselhos são deliberativos e ambos os Comitês são consultivos. Todos os membros dessas quatro instâncias são voluntários.

Conselho de Curadores

É a mais alta instância da Fundação Maria Cecilia, responsável por tomar as decisões que definem a atuação da organização visando ao bem-estar da sociedade e à preservação da Fundação.

Presidente: Dario Guarita Neto

Graduado em Administração de Empresas pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), atuou, entre outras áreas, com consultoria estratégica e reestruturação de empresas em Bancos de Investimentos. Trabalhou por oito anos como responsável na estruturação e administração do Belgravia Family Office. Atualmente é sócio fundador e executivo da Amata S.A, membro do Conselho de Administração do Belgravia, diretor da Arte Despertar, e membro do Conselho Curador da SAVE Brasil e FBN.                                

                                
Conselheiro: Fábio Colletti Barbosa

Foi presidente do ABN Amro Real desde 1996 e, em 2008, com a aquisição do Banco Real pelo Santander, tornou-se presidente do Santander Brasil. De 2007 a 2011, foi também presidente da Febraban. Entre 2011 e o início de 2015, foi presidente da Abril Mídia. Atualmente, é presidente do conselho da Fundação Osesp, é membro do Conselho da UN Foundation, para apoio à ONU e promoção da cooperação internacional, membro do conselho do Itaú-Unibanco, do Insper, do Instituto Empreender Endeavor e do Instituto Ayrton Senna. Em 2011 foi reconhecido como Personalidade do Ano, pela Câmara Brasil-Estados Unidos de Comércio, em Nova York. E, em 2012, recebeu o prêmio Campeões da Terra, concedido pelo PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), por sua visão empresarial. Fábio é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e tem MBA no Institute for Management Development (IMD), em Lausanne, na Suíça.                                

                                
Conselheiro: Fernando Rossetti Ferreira

Sócio da empresa de consultoria GIP (Gestão de Interesse Público), é formado em Ciências Sociais pela Unicamp (1987), fez a especialização Human Rights Advocates Training Program pela Columbia University em Nova York (1997). Foi secretário-geral do GIFE de 2004 a 2013, presidente do Conselho de Diretores da WINGS (Worldwide Initiatives for Grantmaker Support) de 2008 a 2012, e repórter de Educação de 1990 a 1999 na Folha de S.Paulo, onde também atuou como correspondente na África do Sul (1994/95). Publicou o livro “Mídia e Escola: Perspectivas para Políticas Públicas”, em parceria com o Unicef, em 2005. Manteve a coluna semanal “Nossa Responsa”, no Canal Futura, de 1999 a 2013. É vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Maria Cecilia De Souto Vidigal.                                

                                
Conselheiro: Luis Vidigal Andrade Gonçalves

Graduado em direito pela Universidade São Marcos, em São Paulo, e certificado em Governança para Fundações e Institutos Empresarias pelo IBGC e em Programa de Liderança Executiva em Desenvolvimento da Primeira Infância, pela Harvard. Atuou no escritório de advocacia Manuel Alceu Affonso Ferreira e trabalhou no Itau-Unibanco na área de Mercado de Capitais no Private Bank, Asset Management, Itaú Corretora e Mesa Proprietária. Teve passagem também pelo Banco Mercantil de São Paulo – Finasa. Atuou, como conselheiro no Conselho de Família da Souto Vidigal e, também, como consultor no Pátio 3º Tempo, empresa de entretenimento e gastronomia. Atualmente, é sócio e diretor da UV Gestora de Ativos Ltda e da União Vidigal Participações Ltda, além de membro do Conselho de Curadores e do Comitê de Investimentos, na Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.                                

                                
Conselheira: Maria Augusta de Bueno Vidigal Lerro

Formada em Relações Públicas na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) ano 2008, realizou seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) focado na comunicação interna da ONG Gotas de Flor com Amor. De 2009 a 2011 trabalhou no Escritório AM8 (Ana Maria Carvalho Pinto), com produção e cerimonial de eventos e ajudou no desenvolvimento de 2 eventos ligados a Childhood Brasil (organização Brasileira que faz parte da World Childhood Foundation). Em 2005, realizou curso de governança Corporativa pelo IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) e, em 2013 o curso de governança para Fundações e Institutos Empresarias pelo GIFE (Grupo de Instituto Fundações e Empresas). Atualmente presta serviço de assessoria para eventos sociais, como aniversários, casamentos e bodas.                                

                                
Conselheira: Maria Isabel Pacheco Fernandes de Bueno Vidigal

Formada em Direito pela Fundação Álvares Armando Penteado - FAAP, trabalhou na área comercial internacional da JHSF. Atuando na revista Vogue Brasil foi responsável pelas sessões da Vogue Em Casa, Vogue Saúde, Vogue Beleza, Radar Rio, Radar NY, Nostalgia e também a Revista Vogue Kids. Na Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey J. e Quiroga Advogados atuou nas áreas de direito societário e contratos.                                

                                
Conselheiro: Ricardo Henriques

Superintendente executivo do Instituto Unibanco e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Federal Fluminense (UFF). Foi secretário de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) do Ministério da Educação e secretário executivo do Ministério de Desenvolvimento Social, quando coordenou o desenho e a implantação inicial do Programa “Bolsa Família”. Ainda na esfera federal, foi assessor especial do presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). No Rio de Janeiro, foi secretário estadual de assistência social e direitos humanos e presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos, quando desenvolveu o Programa UPP Social. É membro do conselho de administração do Instituto Internacional de Planejamento da Educação (IIPE) da UNESCO e presidiu a comissão de educação da 34ª Conferência Geral da UNESCO.                                

                                
Agradecimentos:

A FMCSV agradece profundamente aos conselheiros e membros dos comitês que doaram parte substancial de seu tempo¹ e conhecimento para ajudar a construir a nossa trajetória:                                

Alexandre G. Silva (2008 - 2015)                                 
Guilherme Vidigal Andrade Gonçalves (2010 - 2015)                                
Heloisa Guarita Padilha (2009 -2014)                                
José Luiz Egídio Setúbal (2007-2013)                                
Maria Luiza Pacheco Fernandes Bueno Vidigal (2008-2013)                                
Regina Vidigal Guarita (2005-2012)                                
¹ 5 anos ou mais                                 
Conselho Fiscal

Analisa e aprova a gestão administrativa-financeira da Fundação Maria Cecilia e recomenda a contratação de auditorias externas.

Presidente: Adriana Katalan

Sócia do Sampaio e Katalan Advogados, é advogada pela Faculdade de Direito da USP (São Francisco), com mestrado também pela São Francisco sobre o tema Teoria de Agência e Nova Lei das S/A, bastante relacionado à Governança Corporativa. Participou de vários outros cursos, inclusive na Cornell University, também com aulas sobre Governança Corporativa, tendo ainda ministrado alguns cursos. Publicou artigos na Revista de Direito Mercantil e deu aula como assistente da professora Rachel Stajn na São Francisco. Trabalhou nos escritórios Machado Meyer, Ulhoa Canto e no Sicherle Advogados.                                

                                 
Eleno Paes Gonçalves Junior

Eleno Gonçalves Jr. é formado em Administração pela EAESP/FGV (1999) e especializou-se em Gestão de Iniciativas Sociais pela UFRJ (2002). Possui 14 anos de experiência com foco em organizações de diferentes perfis tais como o Grupo Pão de Açúcar, o Museu de Arte Moderna de São Paulo, o Aprendiz e outras, atuando em áreas administrativas e financeiras, planejamento e controle, gestão de operações, pessoas e qualidade. De 2007 a 2011 foi gerente institucional do GIFE. Coordenou a 1a edição do "Guia das Melhores Práticas de Governança para Fundações e Institutos Empresariais" (IBGC e GIFE, 2009) a criação do Curso de Governança para Fundações e Institutos GIFE/IBGC. Participou da elaboração do "Investment Management Code of Conduct for Endowments, Foundations, and Charitable Organizations" (CFA Institute, 2010). Entre 2011 e 2013 foi superintendente adjunto de operações do IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. Hoje atua como consultor independente, é conselheiro de administração do Instituto Lina Galvani e da ActionAid Brasil, conselheiro fiscal da Conectas Direitos Humanos e fundador do Instituto FGV Society.                                 

                                
Paulo Sergio Miron

Itaú Unibanco Holding S.A.: Diretor Executivo desde julho de 2015. PricewaterhouseCoopers – São Paulo/SP: Sócio de 1996 a 2015, tendo sido responsável pelos trabalhos de auditoria em grandes Conglomerados Financeiros Brasileiros, tais como Unibanco – União de Bancos Brasileiros (1997 a 2000), Banco do Brasil (2001 a 2005) e Itaú Unibanco S.A. (2009 a 2013). No período de 1997 a 2008 foi o sócio responsável pela área de “banking” da PwC Brasil e de 2004 a 2008 sócio responsável pela área de serviços a governo da PwC Brasil. Foi o coordenador da área de treinamento em instituições financeiras da PwC Brasil por mais de 10 anos e atuou como professor universitário por alguns anos em matérias relacionadas ao mercado financeiro. É membro do Instituto Brasileiro de Contadores e palestrante em diversos seminários relacionados a instrumentos financeiros e auditoria. Formação Acadêmica: Formado em Ciências Contábeis pela Universidade São Judas Tadeu – São Paulo e em Economia pela Universidade Mackenzie – São Paulo.                                 

                                
Comitê de Investimentos

Órgão assessor do Conselho de Curadores, no que diz respeito à gestão do Fundo Patrimonial que sustenta as atividades da Fundação Maria Cecilia.

Presidente: Helio Nogueira da Cruz

Mestre e Doutor pela Faculdade de Economia e Administração (FEA) da Universidade de São Paulo (USP) e Pós-Doutorado pela Universidade de Yale/USA. É Professor Titular da área de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico da FEA-USP, onde também tem ministrado cursos de Macroeconomia e Economia de Tecnologia. Foi Chefe do Departamento de Economia da FEA/USP(1990-1992), é Coordenador de Administração Geral da USP, membro do Conselho Curador da Fundação SEADE e membro do Conselho Curador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Participou de inúmeros congressos nacionais e internacionais, sendo os mais recentes referentes a Instituições de Ensino Superior, Autonomia Universitária e Gestão Universitária, sempre com trabalhos apresentados. Participou de Curso sobre Gestão Universitária organizado pela Universidade de Harvard e Universidade Politécnica da Catalunha.                                

                                
André Reginato

Engenheiro elétrico pela Escola Politécnica da USP e MBA pela Sloan School of Management do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Trabalhou no departamento de Private Equity do Banco CSFB/Garantia, grupo que geriu capital comprometido total acima de US$ 500 milhões. Participou da execução e acompanhamento de várias operações que incluíram estruturas financeiras inovadoras como, por exemplo, uma implementação de tracking stock no Brasil. É diretor da Fundação Estudar e Endeavor VentureCorp desde o início de suas operações no Brasil em 2000 e Sócio Diretor da Dikaios.                                

                                
Eduardo Vidigal Andrade Gonçalves

Cursou a Faculdade de Ciências Econômicas. Atuou na área comercial do Banco Pactual (prospecção e manutenção de clientes de Banco de Investimentos), foi Assistente de Diretoria (captação de Recursos Nacionais e Estrangeiros) no Banco Lavra, e Diretor Gerente no Banco Finasa de Investimento (desenvolvimento de negócios referente underwriting, Fusões e Aquisições). Hoje é diretor da União Vidigal Participações.                                

                                
Luis Vidigal Andrade Gonçalves

Graduado em direito pela Universidade São Marcos, em São Paulo, e certificado em Governança para Fundações e Institutos Empresarias pelo IBGC e em Programa de Liderança Executiva em Desenvolvimento da Primeira Infância, pela Harvard. Atuou no escritório de advocacia Manuel Alceu Affonso Ferreira e trabalhou no Itau-Unibanco na área de Mercado de Capitais no Private Bank, Asset Management, Itaú Corretora e Mesa Proprietária. Teve passagem também pelo Banco Mercantil de São Paulo – Finasa. Atuou, como conselheiro no Conselho de Família da Souto Vidigal e, também, como consultor no Pátio 3º Tempo, empresa de entretenimento e gastronomia. Atualmente, é sócio e diretor da UV Gestora de Ativos Ltda e da União Vidigal Participações Ltda, além de membro do Conselho de Curadores e do Comitê de Investimentos, na Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.                                

                                
Maria Isabel Pacheco Fernandes de Bueno Vidigal

Formada em Direito pela Fundação Álvares Armando Penteado - FAAP, trabalhou na área comercial internacional da JHSF. Atuando na revista Vogue Brasil foi responsável pelas sessões da Vogue Em Casa, Vogue Saúde, Vogue Beleza, Radar Rio, Radar NY, Nostalgia e também a Revista Vogue Kids. Na Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey J. e Quiroga Advogados atuou nas áreas de direito societário e contratos.                                

                                
Comitê de Comunicação

Órgão auxiliar do diretor-presidente, além de orientá-lo quanto às questões de Comunicação, tem a missão de apoiar a equipe, debater e sugerir estratégias e apoiar no desenho de parcerias e busca por fornecedores.

Presidente: Teresa Guarita Grynberg

Formada em Comunicação Visual pela Faculdade Presbiteriana Mackenzie, tem 18 anos de experiência em design e propaganda. Trabalhou nos escritórios de design de Rafic Farah e João Baptista da Costa Aguiar, e foi diretora de arte de grandes agências, como a Ogilvy e a DM9, onde conquistou prêmios importantes, entre eles o Festival de Cannes. É sócia-fundadora do Estúdio Colírio.                                

                                
Alexandre Grynberg

Graduado em Comunicação Social_Publicidade e Propaganda pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP. Passou pelas maiores e melhores agências de comunicação do país, como: Lew, Lara TBWA\; DM9DDB; W/Brasil; África e NBS, sempre atuando nas áreas de planejamento, atendimento e novos negócios e participando das estratégias de comunicação de grandes anunciantes, como Banco Itaú, BRF Alimentos, Coca-Cola, Grendene, Nívea, AmBev, entre muitos outros. Foi sócio fundador das agências: Cápsula Comunicação, posteriormente incorporada à rede TBWA\, e Hello Interactive, agência digital com o Grupo ABC. Atualmente é sócio e membro do conselho da Dogs Can Fly Content Co., e Vice Presidente de Atendimento da AlmapBBDO.                                

                                
Luiz Lara

Publicitário, fundador da Lew’Lara com o sócio Jaques Lewkowicz, atua nas áreas de planejamento estratégico desenvolvendo cases de comunicação. Recebeu vários prêmios, entre eles: Caboré 1996, 2003 e 2010; Homem do Ano da Comunicação (Prêmio Colunistas e Prêmio About); Publicitário do Ano (revista Vip – Editora Abril); Voluntário do Ano (Kanitz & Associados); Empreendedor do Ano nas Comunicações 2010 (revista IstoÉ Dinheiro) e Publicitário do Ano 2013 (Associação Brasileira de Propaganda). Atualmente é membro do Conselho Superior da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) e vice-presidente do Conselho da Associação Paulista dos Profissionais de Propaganda (APP), além de conselheiro da Associação Brasileira de Propaganda (ABP) e da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Participa ativamente de várias ONGs, entre elas ICE – Instituto de Cidadania Empresarial e Childhood Foundation, entidade comandada pela Rainha Silvia da Suécia, que atua no combate e na prevenção à exploração sexual infantil. Em 2015, ficou entre os 20 publicitários mais influentes do Brasil pela GQ Magazine; foi homenageado no 6º Fórum de Marketing Empresarial promovido pelo Lide – Grupo de Líderes Empresariais, por sua contribuição ao mercado publicitário e foi o primeiro homenageado com o Prêmio Affonso Serra, instituído pelo Grupo de Atendimento (GA) para reconhecer a contribuição profissional para a evolução da atividade. Desde 2011, Luiz Lara é chairman do grupo \TBWA no Brasil.                                

                                
Joao Castanho Neto

Sócio diretor da Loria Gestão de Marcas. Experiência de mais de 15 anos na área de Estratégia de Marcas e Comunicação. Trabalhou em agências de publicidade como DM9DDB, Talent e Lowe. Com graduação em propaganda e marketing pela ESPM/SP e Extensão em Marketing pela Westminster University (Londres). Participou de diversos cursos de aperfeiçoamento na área, dentre eles: Brand Architecture – DDB University (Madri), Planejamento Estratégico e Sustentabilidade de Marcas (FGV-SP), Pensamento Sistêmico - Schumacher College (Londres), Gestão Sistêmica na Rotman School of Management. Foi sócio-diretor da Thymus Branding. Atualmente, é Sócio da Loria e professor na pós-graduação da GV/SP na área de Branding.                                

                                
​​​​​​​​​​​​ ​​​​​​​​​​​​​​​​​
​​​​​​​​​​​​​​​​​​​