1. Home
  2. Impacto
  3. SP pela Primeiríssima Infância




Quando nasce uma criança, nasce um futuro. O São Paulo pela Primeiríssima Infância é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Fundação municípios paulistas e ONGs, para promover o desenvolvimento integral de crianças, do nascimento aos três anos.

Com origem no Programa Primeiríssima Infância, o SPPI impulsiona o planejamento e a articulação entre os setores das gestões municipal e regional, junto com o terceiro setor para qualificar o atendimento e os cuidados oferecidos às gestantes e às crianças nos serviços de Saúde, Educação Infantil e Desenvolvimento Social. Uma mobilização que envolve toda a sociedade. Porque o futuro começa hoje.
 
Com esse objetivo em mente, caminham juntos profissionais da área de saúde, gestão, educação infantil e desenvolvimento social. Assim, eles fazem avançar os serviços de atenção e cuidado a famílias gestantes e com crianças nessa faixa etária. Uma parceria entre a fundação e o Governo do Estado de São Paulo, a iniciativa coloca em prática soluções testadas e avaliadas em mais de 40 municípios paulistas.   
 
Reconhecido como o programa mais inovador da América Latina pelo ALAS/BID, ele agora está disponível online para você baixar e criar ações para transformar o amanhã das crianças de sua cidade - e da própria cidade.

Índice Paulista
da Primeira Infância (IPPI)

Sem dados precisos, os avanços pela primeira infância são mais lentos. E queremos acelerar. Para isso, o Índice Paulista da Primeira Infância (IPPI) faz um mapeamento de como os municípios do Estado de São Paulo promovem o desenvolvimento infantil. Como é o acesso aos serviços de saúde e educação aos meninos e meninas menores de 6 anos. 

O índice revela onde, entre as 645 cidades, estão os bons resultados. Os exemplos a serem seguidos por gestores municipais. Mapeia também as carências, que pedem por mais atenção e por aperfeiçoamento das políticas públicas ligadas à primeira infância.  

São oito variáveis que monitoram o impacto das ações desenvolvidas nos municípios que fazem parte do Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância.

Na área de saúde, são quatro fatores, percentual de nascidos vivos com baixo peso e de partos não cesarianos, e taxas de mortalidade na infância (menores de 5 anos) e mortalidade por causas evitáveis em menores de 1 ano.

Já no setor de educação, são levadas em conta as variáveis de matrículas em creche e em pré-escola, além da média de profissionais por turma em creches e o número médio de docentes com ensino superior nessas mesmas instituições.

Conheça a versão atualizada do índice, desenvolvido pelo Sistema Estadual de Análise de Dados (Fundação SEADe) em parceria conosco e com a Secretaria de Estado da Saúde: 

Acesse o IPPI

Coleção Primeiríssima Infância

Onde o Programa está Presente