1. Home
  2. Notícias
  3. Columbia University oferece bolsas para jornalistas com projetos focados em primeira infância

Columbia University oferece bolsas para jornalistas com projetos focados em primeira infância

Programa “Early Childhood Reporting Fellowship: Desigualdade no Brasil e no restante da América do Sul” investirá U$ 1,500 em cada projeto relacionado à pobreza, desenvolvimento infantil e temas correlatos; inscrições vão até 14 de março

Publicado em 25/02/2022 17:00,
por Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal

Columbia University oferece bolsas para jornalistas

Nos últimos dois anos o mundo viveu à sombra da pandemia de Covid-19. A crise sanitária impactou diretamente vários setores sociais e aumentou ainda mais as desigualdades. Principalmente para os mais vulneráveis, o cenário gerou incertezas em relação à saúde, educação, segurança alimentar e bem-estar. 

No centro disso tudo estão as crianças, cujo desenvolvimento saudável está diretamente atrelado ao acesso às condições e ambientes positivos. Os pequenos, contudo, nem sempre, são o foco principal da cobertura jornalística, influenciada por temas ligados à política e à economia. 

Para mudar essa realidade e ampliar o conhecimento da importância do desenvolvimento da primeira infância e o seu impacto ao longo de toda a vida, o Dart Center for Journalism and Trauma, da Columbia Journalism School em Nova York, lança o “Early Childhood Reporting Fellowship: Desigualdade no Brasil e no restante da América do Sul”. 

Voltado a jornalistas brasileiros e demais países da América do Sul, o programa de fellowship virtual vai discutir os efeitos da desigualdade no desenvolvimento da primeira infância, tanto relacionados à pandemia quanto a aspectos além da Covid-19. 

Apoiado pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Bernard van Leer Foundation, e The Two Lilies Fund, o programa priorizará projetos sobre crianças com menos de cinco anos e/ou seus responsáveis. Para brasileiros, projetos relacionados às eleições de 2022 receberão consideração especial. 

As inscrições serão aceitas até o dia 14 de março e podem ser realizadas neste link. Já o curso terá duração de seis meses, com início em abril e término em outubro de 2022. 

No total, 20 jornalistas serão selecionados e cada um receberá U$ 1.500 para desenvolver o projeto inscrito. Durante a fellowship, os bolsistas terão uma mentora experiente para acompanhar o trabalho e deverão participar de webinars mensais com especialistas de diferentes países nas áreas de ciência, educação, saúde pública e jornalismo. 

Os candidatos podem propor reportagens únicas, séries, narrativas longas ou matérias investigativas, em formato impresso, online ou de transmissão (vídeo ou áudio). Tanto freelancers quanto jornalistas contratados podem se inscrever.  

Para mais informações, acesse a página do Dart Center neste link